O tema inovação parece ter sido mais abordado dentro das organizações nos últimos anos, apesar de ainda ser vista como uma caixa-preta para alguns executivos. É o que mostra a pesquisa realizada pela Bain & Company com executivos de todo o mundo, inclusive América Latina, que trabalham em empresas com receita superior a US$ 100 milhões.

 

Uma das conclusões que a pesquisa relevou foi que 70% dos 450 executivos entrevistados fazem da inovação um das três prioridades de seus negócios. Entretanto, menos de um quarto do total acreditam que suas empresas são efetivamente inovadoras, sendo somente 20% os que consideram suas companhias fortes o suficiente para “quebrar paradigmas da inovação”, segundo matéria publicada no site Convergência Digital.

 

A importância da inovação nas organizações ocorre do seguinte modo, segundo a pesquisa da Bain & Company: empresas com melhor desempenho em inovação tiveram um crescimento médio de receita anual de 13%, enquanto as que ainda estão engatinhando para colocá-la em prática cresceram somente 5%. Outro fator que realça a relevância da inovação nas empresas é que as organizações consideradas mais inovadoras são as melhores em tomadas de decisão, no que se refere à qualidade, velocidade e rendimento das decisões, de acordo com o estudo.

 

A pesquisa também pôde medir a confiança dos executivos em seus negócios. Foi identificado que quase todos os entrevistados de empresas “top performance” possuem características e credibilidade para a inovação. No entanto, a inovação ainda é um mistério para estes executivos, que acreditam que poucos profissionais conseguem executar esse trabalho. Sabendo disso, os pesquisadores da Bain & Company pesquisaram junto a eles quais capacidades são essenciais para um modelo de inovação de sucesso. Tudo começa com a definição de objetivos e metas claras e específicas. A estratégia para que a organização consiga inovar no dia-a-dia e também possa quebrar paradigmas.

 

Para que a estratégia faça sentido, a cultura organizacional das empresas também precisa de mudança. A estrutura, funções e processos de decisão precisam estimular a inovação, buscando parcerias entre pessoas criativas e executivos de negócios, tanto dentro como fora da organização. Com isso, a geração e desenvolvimento de ideias se torna outro ponto-chave para o modelo de inovação de sucesso. Desenvolver novas ideias baseadas na experiência da consumidor, realizar protótipos para testar é sugerido pelo estudo.

 

Confira a matéria completa no site da Convergência Digital: http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=34268&sid=3#.UfKJiI2Tg3Q

Tags: , , , , , , | Categorias: , , | Post escrito por: Editoria